Terminamos…

26/02/2016 2 Por Jaqueline Reis

Não existe idade certa, tempo ou maturidade que ajudem a lidar com término de um relacionamento. Afinal, ninguém quer perder a pessoa que ama.

É uma fusão incontrolável de sentimentos. Uma dor incomparável que faz o resto do mundo sumir e não te deixa sentir interesse por mais nada além de cultivar o sofrimento.

E não acontece apenas com quem leva um “pé na bunda”. Às vezes, quem põe um fim no namoro (ou casamento) sofre muito mais. Talvez porque foi enganado, o relacionamento não atingiu as expectativas ou a decepção foi tão dolorosa quanto um soco no estômago. São tantos motivos que podem arruinar uma história de amor cheia de planos…

Logo após o término vem os efeitos colaterais: fingir alegria, se afundar em algum vício, fazer uma mudança radical na aparência, procurar alguém para compensar a solidão e, por fim, o choro constante. (Não necessariamente nessa ordem.)
A má notícia é que não existe fórmula mágica pra fazer tudo isso passar. É um processo longo… Você pode ficar parado e esperar um tempão pra que a dor diminua aos poucos ou pode dar o primeiro passo para a cicatrização.

não se isole

É normal sentir vontade de ignorar os amigos e a família, mas já chega! Saia do casulo. Você precisa se expor mesmo que esteja vulnerável. Ande de cabeça erguida!

não se entregue aos vícios

A nenhum tipo deles. Sim, assistir três temporadas de uma série no Netflix em um poucos dias também é vício. Vá ao parque, ao cinema, encontre amigos, atenda o telefone, responda mensagens, aceite convites…  A sua vida continua.

dê uma chance aos seus amigos

Por mais que eles te incomodem às vezes com perguntas inconvenientes sobre o relacionamento que acabou ou com frases do tipo “vocês vão voltar”, eles não querem só saber detalhes para fazer fofoca. São seus amigos e às vezes não sabem o que dizer. Sei que é difícil, mas eles não fazem por mal. Passe por isso… Conversar não é um sinal de fraqueza e você precisa ser amparado por alguém que te ame.

cuide-se

Depois de tanto tempo se dedicando à alguém, você precisa urgentemente pensar em você. Encare o mundo e veja as possibilidades. Talvez um curso novo, fazer corrida matinal, uma pilha de livros, uma pacote anual na academia… Invista em você, na sua aparência, faça coisas que deixam mais animada, relaxada… É o SEU momento.

Olhe pra trás e veja tudo que você perdeu e tenha fé. Deus vai confortar o seu coração. Ele sabe de tudo e tem tudo planejado. Aceite a vontade d’ELe porque ainda há esperança.

De repente você percebe um ciclo se fechando e você finalmente virando a página, deixando pra trás as velhas memórias e dando espaço para coisas novas.